Domingo, 28 de Setembro de 2020

Buscar   OK
Noticias abraço
Publicada em 19/08/20 às 19:18h
MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES TEM ESTRUTURA DEFINIDA PARA OPERAR A PARTIR DE SETEMBRO
Segundo o planejamento publicado no DOU o Minicom contará com quatro secretarias

Henrique Julião da Teletime


Arquivo Agência Brasil  (Foto: Agência Brasil )

O governo federal publicou na última sexta-feira, 14, um decreto com a atualização da estrutura organizacional e do regimento interno do Ministério das Comunicações. Com as mudanças (que entram em vigor em 11 de setembro), a pasta recriada em junho incorpora formalmente funções da antiga Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom).

Segundo o planejamento publicado no DOU o Minicom contará com quatro secretarias sendo; 

Telecomunicações

Radiodifusão

Comunicação Institucional

Publicidade e Promoção

A estrutura também engloba órgãos de assistência direta à pasta como a Secretaria-Executiva, o gabinete e demais órgãos para assessoria especial, além das entidades vinculadas (Anatel, Telebrás e Correios). A pasta é hoje chefiada pelo ministro Fábio Faria.

A atualização das competências do Minicom também foi formalizada. 

Além das políticas nacionais de telecom e radiodifusão e dos serviços postais, a pasta fica oficialmente responsável pela política de comunicação e divulgação do governo federal; o relacionamento com a imprensa; a convocação de redes obrigatórias de rádio e televisão; pesquisas de opinião pública; e pelo sistema brasileiro de televisão pública.

Remanejamento

O decreto ainda remanejou para o Minicom uma série de cargos comissionados da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia. Eles englobam postos de Direção e Assessoramento Superiores (DAS), Funções Comissionadas do Poder Executivo (FCPE) e Funções Gratificadas (FG). 

Uma relação nominal dos profissionais deve ser publicada em 30 dias a partir da última sexta-feira.

Caso necessário, o Minicom e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) ainda poderão estabelecer um período de transição para a assunção integral das funções antes exercidas pelo antigo MCTIC. 

O mesmo poderá ser feito junto à Secretaria-Geral da Presidência da República frente às competências de comunicação institucional e publicidade.

Departamentos

O novo desenho oficializado coloca três departamentos abaixo da Secretaria de Telecomunicações: um para Políticas para Telecomunicações e Acompanhamento Regulatório; outro para Projetos de Infraestrutura de Telecomunicações e Banda Larga; e um terceiro, de Aprimoramento do Ambiente de Investimentos em Telecomunicações.

Já a secretária de Radiodifusão contará com um Departamento de Outorga e Pós Outorga; e outro, de Inovação, Regulamentação e Fiscalização.

No caso da Secretaria de Publicidade e Promoção, haverá quatro departamentos: Pesquisa, Publicidade, Mídia e Promoção e Projetos Especiais. Por último, a Secretaria de Comunicação Institucional terá órgãos para Articulação e Estratégia de Comunicação; Conteúdo e Gestão de Canais; Comunicação Internacional; Gestão e Normas; e a Subsecretaria de Imprensa.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


TV ABRAÇO

Publicidade Lateral
Fan Page

(65)99974-4078

Áudios
1
Spot chama parlamentares a apoiar Projeto de Radcom
PL 10637/2018
2
JINGLE CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA
MOVIMENTOS SOCIAIS
Afiliadas

Associação Brasileira de Rádios Comunitárias
Copyright (c) 2020 - ABRAÇO BRASIL - Todos os direitos reservados